Siga-nos no Facebook

Total de Visitas: 284366

Francisco Ramos e Raquel de Melo são os novos secretários de Estado

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Quarta-feira Out 17, 2018

No âmbito de uma remodelação governamental, iniciada no passado domingo em cinco ministério, o Governo conta com dez novos secretários de Estado. Na Saúde, esses lugares serão ocupados por Francisco Ventura Ramos e Raquel Bessa de Melo.

Assim sendo, a ex-secretária de Estado Rosa Matos Zorrinho será substituída por Francisco Ramos e o ex-secretário de Estado Adjunto e da Saúde Fernando Araújo por Raquel de Melo.

É a quinta vez que Francisco Ramos, até agora presidente do IPO de Lisboa, integra um governo socialista, tendo já ocupado o lugar de secretário de Estado em dois governos de António Guterres, entre 1997 e 2002, e nos dois executivos de José Sócrates, entre 2005 e 2009. Licenciado em Economia, pelo ISCTE e diplomado em Administração Hospitalar, será o responsável pela parte financeira da Saúde.

Francisco Ramos foi também consultor da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo em 1996-1997 e subdiretor-geral da Direção-Geral da Saúde em 1997. Foi, ainda, presidente do conselho diretivo do Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu em 2000-2001 e presidente do conselho diretivo do INA, IP, entre 2009 e 2012.

Notícia completa em: http://www.jornalmedico.pt/atualidade/36426-francisco-ramos-e-raquel-de-melo-sao-os-novos-secretarios-de-estado.html?idU=1


Alexandre Lourenço: APAH arranca com agenda de promoção do novo modelo de hospital

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Quinta-feira Set 27, 2018

A propósito do 27.º Congresso da European Association of Hospital Managers (EAHM) – organizado pela Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), que decorre a partir de amanhã, no Centro de Congressos do Estoril – o Jornal Médico conversou com o presidente da APAH, Alexandre Lourenço, sobre o evento subordinado ao tema “Redefining the role of the hospital – innovating in population health”.

De acordo com o responsável, pretende-se que o congresso funcione como “um ponto de partida para uma agenda de promoção do novo modelo de hospital”. Isto porque, sublinha, “o atual modelo de prestação de cuidados a nível hospitalar encontra-se obsoleto”. Pretende-se que esta seja uma agenda europeia, para a qual a APAH conta com o apoio da Organização Mundial de Saúde (OMS), da Comissão Europeia (CE) e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Leia a notícia completa em aqui: http://jornalmedico.pt/atualidade/36304-alexandre-lourenco-apah-arranca-com-agenda-de-promocao-do-novo-modelo-de-hospital.html


Garantia de Qualidade e Eficiência em Saúde

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Sexta-feira Set 14, 2018

Objetivo: Compreender a literatura relativamente a garantia e eficiência na prestação de serviços de saúde.

Método: Revisão sistemática da literatura com base em dois descritores validados pela DeCS (quality of healthcare, efficiency organizational) na base de dados SciELO e PubMed resultando em cinco artigos de base ao presente estudo.

Resultados: O uso de sistemas informáticos e protocolos de base aos cuidados de saúde demonstraram uma maior qualidade e eficiência nos mesmos, a prestação de cuidados de saúde por uma equipa multidisciplinar resultaram numa maior qualidade de serviço, apesar do processo ser lento assim como a prestação de cuidados de saúde por profissionais com mais anos de experiência demonstrou maior eficiência.

Conclusões: A qualidade e a eficiência nos cuidados de saúde é alcançada por uma equipa multidisciplinar ou profissionais com maior experiência coadjuvados de sistemas informáticos que apoiam a tomada de decisão clínica.

Por Liane Raquel Pinho dos Santos e Nuno Miguel Faria Araújo

O artigo integral pode ser consulta na edição de setembro da Revista Portuguesa de Gestão de Saúde


Satisfação com o Internamento em Pediatria: modelo explicativo e desenvolvimento do instrumento de medição

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Terça-feira Set 11, 2018

Resumo:

A Pediatria tem muitas especificidades, nomeadamente a dificuldade em avaliar a satisfação com os cuidados, por envolver diferentes pessoas com diferentes perspetivas. Desta forma, há necessidade de compreender como se pode avaliar a Satisfação com os cuidados na Pediatria. Neste artigo, explora-se os modelos explicativos e os instrumentos que permitem avaliar esta dimensão. Apresenta-se o modelo explicativo da satisfação para compreender as discrepâncias entre as diferentes perspetivas. A performance experienciada, tem uma influência direta na satisfação e que as prioridades, e as discrepâncias entre as expectativas e a performance experienciada também influenciam a satisfação.

Realizou-se pesquisa em bases de dados, sobre questionários validados sobre a Satisfação em Pediatria e da sua análise elaborou-se uma proposta de questionário que avalia 12 dimensões.

Por André Caetano Oliveira

Leia o artigo completo na edição de setembro na Revista Portuguesa de Gestão em Saúde


ARSN garante normal funcionamento hospitalar após demissões em Gaia

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Segunda-feira Set 10, 2018

O presidente da Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) garantiu que o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNGE) está a funcionar normalmente, após a demissão do diretor clínico e de 51 chefes de serviço.

“O normal funcionamento do centro hospitalar está garantido, hoje houve consultas e cirurgias e amanhã [sexta-feira] haverá, com toda a certeza, empenho deles [clínicos demissionários] e a nossa disponibilidade para, junto da tutela, com os diretores de serviço, conselho de administração e profissionais encontrarmos soluções para alguns dos problemas existentes”, afirmou Pimenta Marinho, após uma reunião à porta fechada com o Conselho de Administração do CHVNGE.

O presidente da ARSN salientou que os profissionais demissionários vão manter-se em funções até serem substituídos, tal como avançou o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, na passada quarta-feira.

Pimenta Marinho frisou que todas as entidades estão empenhadas em criar boas condições aos profissionais de saúde para que consigam ter os meios adequados para desempenhar bem as suas funções.

Leia a notícia completa em: http://www.jornalmedico.pt/atualidade/36191-gaia-arsn-garante-normal-funcionamento-hospitalar-apos-demissoes.html