Siga-nos no Facebook

Total de Visitas: 270786

Mais acesso, atividade assistencial e recursos no SNS

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Quarta-feira Jun 20, 2018

Em 2017 registou-se uma melhoria do acesso e do desempenho assistencial das entidades do SNS, traduzidos no maior número de consultas, quer nos cuidados de saúde primários (+4,2%), quer nos cuidados de saúde hospitalares (+0,3%), na redução de 1,4% nos episódios de urgência, no aumento de doentes operados (+3,5%) e no cumprimento dos tempos de resposta (83,2% de consultas hospitalares muito prioritárias realizadas dentro do TMRG, 3,1 meses de tempo médio dos operados e 74% dos episódios de urgência realizado dentro do tempo adequado, mais 2% que em 2016).

Durante o ano de 2017, o SNS realizou, por dia, cerca de 85 mil consultas nos cuidados de saúde primários, 33.500 consultas hospitalares e operou 1600 doente.

No final de 2017 o SNS tinha em funções 131.998 trabalhadores, o maior número de efetivos de que há registo, um aumento de 1.166 enfermeiros e 447 médicos, face ao ano anterior.

Em 2017 foram dados passos importantes no combate à precariedade laboral na Saúde com a conversão em contratos sem termo de 2.347 de situações de emprego precário e a contratação de 1700 trabalhadores em regime de contrato sem termo ou por tempo indeterminado.

Leia o relatório completo em:  http://www.acss.min-saude.pt/wp-content/uploads/2018/06/NOTA-IMPRENSA_Gestao-acesso-cuidados-de-saude_recursos-humanos_18062018.pdf

Deixe o seu comentário

Comentário