Siga-nos no Facebook

Total de Visitas: 244319

Saúde baseada no Valor – A conciliação da Inovação com a Sustentabilidade em Saúde

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Quarta-feira Abr 18, 2018

A Saúde enfrenta, desde há décadas, problemas críticos que ameaçam o futuro do sector, nomeadamente, a insustentabilidade financeira do sistema, a inadequação do modelo organizacional e de gestão, a desadequação do planeamento e gestão de recursos humanos, a falta de clareza no papel das entidades privadas, a falta de informação com qualidade, as fragilidades do modelo de financiamento e a ausência de planeamento estratégico.

Na transição para uma sociedade do conhecimento, é fundamental apostar no apoio á inovação, que incida sobre processos, produtos e serviços, tecnologia, organização e gestão, o que implica, em primeiro lugar, uma Mudança Comportamental, nas atitudes e nas relações sociais, para a construção de políticas públicas adaptativas que possibilitem a Mudança do Modelo de Negócio, do Modelo Organizacional e dos Modelos de Gestão.

A Saúde em Portugal tem que ser alvo de reformas profundas para, num quadro de sustentabilidade continuar a garantir a qualidade dos cuidados prestados e assegurar a competitividade da cadeia de valor envolvente.

É precisamente no conceito de criação de Valor que se concilia a Inovação com Sustentabilidade e vice-versa estabelecendo a base para a fundação de todo um Novo Sistema de Saúde baseado em Valor.

Leia o artigo completo em: http://www.jornalmedico.pt/wp-content/uploads/rpgs/rpgs023/mobile/index.html#p=6


Mensagem: ADSE, a “desnatação” e o Ministro

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Sábado Abr 14, 2018

Não sei qual o ponto da situação das alterações no contrato da ADSE com os seus prestadores mas apoio incondicionalmente o seu Presidente quando tenta obter o equilíbrio natural do melhor seguro de saúde existente em Portugal. Mesmo com todos os cortes que a instituição ADSE possa “inflingir” aos seus prestadores, o Dr. Liberato Baptista poderá dormir descansado pois que os prestadores (voluntários) nunca ficarão prejudicados… poderão é não ganhar enormidades!
Preocupa-me ouvir falar da “libertação” por parte de algumas unidades hospitalares especialmente com contratos PPP de pacientes que não “rendem” em troca daqueles que são muito lucrativos. Espero que as entidades responsáveis estejam atentas.
O Ministro da Saúde tem sofrido as circunstâncias de um país em crise e a ideia de que um governo da geringonça poderia mudar radicalmente o panorama da saúde em Portugal. Confio na vontade e nas capacidades do atual ministro e só espero que haja algum bom senso do lado das Finanças pois que alguns investimentos são mesmo lucrativos para o SNS além de elevarem o moral de quem está lá e veste a camisola!

Mensagem da RPGS Nº 23

http://www.jornalmedico.pt/wp-content/uploads/rpgs/rpgs023/mobile/index.html#p=4


Proposta de criação de um sistema básico de navegação para pequenas e médias empresas de Saúde ou como “sobreviver” nos tempos de hoje

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Sábado Jan 13, 2018

Para que uma empresa tenha sucesso ela tem que planear um caminho e desenvolver estratégias para obter os resultados desejados.

Durante muitos anos, os médicos, utilizando consultórios ou pequenas empresas de saúde como complemento do seu trabalho no SNS, não precisavam de planear as suas carreiras na prática privada. A concorrência era mínima e estava controlada pela dimensão relativamente pequena da sua atuação. Hoje em dia, com o advento das grandes empresas fornecedoras de serviços de saúde, há que rever o modo de funcionamento partindo do pressuposto de que a relação médico-paciente é fulcral desde que acompanhada por uma qualidade elevada e continuada de prestação de serviços.

Leia o artigo completo, da autoria de Miguel Sousa Neves, médico especialista em Oftalmologia e mestre em Gestão de Serviços de Saúde, publicado na Edição nr.22 da Revista Portuguesa de Gestão & Saúde:


(Contains 1 attachments.)

Revista Portuguesa de Gestão & Saúde nº22: novembro 2017

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Terça-feira Jan 2, 2018

A Revista Portuguesa de Gestão & Saúde (RPGS) edição nº22 encontra-se disponível para acesso online. Este número conta com os seguintes artigos:

“Proposta de criação de um sistema básico de navegação para pequenas e médias empresas de saúde Ou como “sobreviver” nos tempos de hoje…” – Miguel Sousa Neves

“Gestão de Recursos Humanos. Distinguir cultura organizacional e clima organizacional” – Dora Maria Ricardo Fonseca Saraiva e Anabela Antunes de Almeida

“Envolvimento dos médicos na liderança e gestão dos cuidados de saúde primários. O papel do coordenador de uma unidade de saúde familiar como gestor” – Ana Paula Pinheiro

“Estrutura e organização dos cuidados de saúde em Portugal. Introdução das unidades locais de saúde e os problemas da integração vertical” – Ruben loureiro; Eduardo Brou; Adalberto Campos Fernandes

“Apontamentos de gestão e administração da saúde na perspetiva dos gestores” – Alexandre Morais Nunes

“Lean HeaLtHcare- O seu hospital está preparado para a melhoria de processos?” -Thiago Souza; Guilherme Vaccaro e Fabiano Nunes

Ficheiro disponível para download: Revista Portuguesa de Gestão & Saúde nº22

Ligação para acesso online: http://www.jornalmedico.pt/publicacoes/34298-revista-portuguesa-de-gestao-saude-n-22.html

 


Revista Portuguesa de Gestão & Saúde nº21: março 2017

Publicado por Dr Miguel Sousa Neves em Sexta-feira Mai 12, 2017

A Revista Portuguesa de Gestão & Saúde (RPGS) edição nº21 encontra-se disponível para acesso online. Este número conta com os seguintes artigos:

“Gastos com o medicamento em Portugal: inovação versus sustentabilidade” – Andreia Afonso de Matos e Alexandre Morais Nunes

“Estratégias e aprendizagem na gestão da segurança do paciente” – Filipa Breia da Fonseca

” Pearls & pitfalls do sistema de saúde português” – João F. Rodrigues

” Quanto custa um médico ao país?” – António Branco Nunes

” A importância da Comissão de Protecção contra Radiações no contexto da qualidade do Centro Hospitalar do Porto” – Monteiro, A., Machado, C., Mesquita, F., e Nogueira, M.

“Gestão do conhecimento em organizações de saúde. Um conceito indispensável para a gestão em enfermagem” – Paulo J. S. Costa

 

Ficheiro disponível para Download:Revista Portuguesa de Gestão & Saúde nº 21